Você Sabia?

Suplementos ajudam na performance e recuperação.

suplementos
Foto: Freepik

Os suplementos alimentares, como todos sabem, servem para complementar a dieta, provendo os nutrientes que contribuem para o condicionamento físico e a saúde, principalmente para os corredores que começam a treinar mais pesado e a participar de provas mais puxadas.
Os suplementos corretos são grandes aliados quando o assunto é melhorar a saúde e/ou a performance na corrida e a cada dia, laboratórios e especialistas lançam uma novidade cheia de ótimas promessas e de fato bons resultados realizados. Eles também podem colaborar na redução da fadiga muscular, na aceleração do metabolismo e até na perda de gordura.

Mas segundo especialistas, um dos melhores suplementos, principalmente para os amadores de corrida ou mesmo para atletas de performance é o BCAA. O nome se refere a uma sigla em inglês para “Aminoácidos de Cadeia Ramificada”, que se deve ao fato de a estrutura molecular desses nutrientes estar ligada de forma específica e diferente das demais.

Esse suplemento possui três tipos distintos de aminoácidos: leucina, valina e isoleucina, que são formulados de maneiras diversas por cada fabricante. Normalmente, os produtos no mercado brasileiro possuem mais leucina do que valina, que, por sua vez, está em maior quantidade do que a isoleucina.

Mas a diferença real está na pessoa que vai consumir os BCAA: pessoas com boas condições físicas, que conseguem realizar treinos intensos e têm grande quantidade de massa muscular precisam de mais leucina do que os demais. Já pessoas com pouca massa muscular e que estão em um nível iniciante de treinos estarão bem amparadas com a versão 2-1-1.

Estudos feitos em cima do suplemento BCAA demonstraram que ele é mais bem aproveitado quando consumido antes e depois do exercício físico. Nesse tipo de uso, os BCAA ajudam a reduzir o dano muscular causado pelo esforço, a reagir à fabricação corporal de proteínas, além de influenciar na recuperação de células de defesa do sangue e manter a concentração plasmática de glutamina elevada.

Termogênicos

Termogênicos com cafeína, gengibre e um composto chamado de “Hot” são os mais populares entre os atletas por garantirem maior energia.

Mas como esse pique acontece de fato? A termogênese corresponde à energia na forma de calor gerada ao nível dos tecidos vivos do corpo humano. Toda substância que influencia positivamente o aumento do gasto calórico pode ser considerada um termogênico.

Alimentos e suplementos termogênicos podem ajudar um corredor de duas formas: no efeito estimulante e na resistência. Em relação ao efeito estimulante, um alerta: os alimentos e suplementos que contêm cafeína, teobromina e teofilina atuam no sistema nervoso central, o que pode aumentar o desempenho atlético do indivíduo por meio de redução da fadiga e melhor tolerância à dor, o que não significa que você não possa correr o risco de se machucar sem sentir na hora, mas perceber o estrago mais na frente. Por isso, consuma sempre com orientação de um profissional e não vá dar uma de super-homem influenciado pelo efeito do suplemento.

Alimentos como pimenta e gengibre também estimulam o metabolismo das gorduras. Esse efeito pode ativar a oferta de energia para as células musculares, melhorando o desempenho – em especial nas provas de longa duração que exigem oferta de energia especial e programada.

Em relação à resistência, corredores de curta, média ou longa distância podem ser beneficiados com termogênicos pela capacidade que eles possuem de gerar mais energia e, consequentemente, uma maior capacidade de realizar treinos longos sem sentir o esforço.

Suplementos como o whey, que é composto por proteínas específicas encontradas apenas no soro do leite, é ótimo para idosos, gestantes, lactantes, portadores de algumas enfermidades, crianças, esportistas amadores e atletas profissionais. Diversas pesquisas ao redor do mundo evidenciaram que o consumo de whey auxilia o corpo de diversas formas.

Energia

Para correr, nutricionistas alertam que são necessários dois elementos: disposição e energia e para consegui-los, o corpo obviamente precisa de carboidratos – e é por isso que, quanto maior o consumo deles, mais disposição. Suplementos que possuem carboidratos podem ser utilizados antes e durante a corrida, fornecendo e recuperando as reservas energéticas.

Como pré-treino, você pode utilizar produtos como a dextrose e a maltodextrina. Assim, o corpo armazena a glicose necessária para finalizar a corrida. Durante você precisa recuperar a energia de forma rápida e imediata e uma boa opção para isso são as bebidas isotônicas e os géis de carboidrato, já que estes suplementos têm rápida absorção no organismo são mais práticos de se consumir do que certos alimentos.

Fonte: Sua Corrida

Curtiu? Então leia aqui também sobre a suplementação ideal para quem corre pela nossa nutricionista Giovana Canno (CRA 3232-6).

Sobre o Autor

Equipe Brasil Run

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade