Você Sabia?

Suas taxas hormonais também dependem do exercício que pratica

Taxas hormonais
Taxas hormonais

As respostas hormonais ao exercício dependem não só do stress emocional, sexo e idade, mas também do nível de condicionamento físico, do grau de hidratação, do tipo de alimentação do atleta, entre outros fatores. O sistema endócrino é quem coordena e integra órgãos e sistemas, de forma a manter o equilíbrio do organismo e sempre que esse equilíbrio for alterado, esse sistema endócrino promove a liberação e/ou supressão de determinados hormônios a fim de restaurar o bom funcionamento dos órgãos e sistemas.

Em relação ao efeito do exercício nas nossas respostas hormonais, deve-se levar em consideração o tipo, a intensidade e a duração, além do tempo de repouso, porque de acordo com essas variáveis, as respostas dos nossos hormônios serão mais ou menos intensas. Por exemplo: uma corrida a 8 km/h para um sedentário é considerada uma atividade intensa, consequentemente as alterações hormonais serão igualmente intensas. Já para um atleta, esse exercício pode ser considerado de baixa intensidade, e nesse caso as respostas hormonais são quase mínimas.

O exercício exige sempre uma rápida modificação do metabolismo para que possa suprir as demandas dos músculos que estão sendo trabalhados e com isso, altera o equilíbrio, desencadeando respostas hormonais responsáveis por promover ajustes como nos sistemas digestivo, respiratório, cardiovascular e excretor, de forma a adequar a oferta e a demanda de nutrientes necessários ao esforço físico que está fazendo.

Quando corre ou pratica alguma atividade física, acontece no seu corpo uma série de reações metabólicas que transformam carboidratos, proteínas e gorduras em energia capaz de ser utilizada pelos músculos em atividade. Para garantir que o estoque de energia seja mantido em níveis adequados durante a corrida e outras práticas, é necessário que ocorra uma regulação hormonal a fim de promover uma interação entre músculos, fígado e tecido adiposo de mantendo assim, níveis adequados de açúcar (glicose) e ácidos graxos livres no sangue.

É importante então entender que o sistema endócrino é um sistema de manutenção da integridade do organismo, que mobiliza órgãos e sistemas principalmente nas situações de maior demanda de energia, como na corrida, e acaba proporcionando as adaptações necessárias para manter a glicemia e garantir um aporte energético adequado para os músculos em atividade.

Por isso, é tão importante conhecer seu corpo, fazer exames periódicos e se consultar com especialistas para estar sempre em sintonia com o que anda acontecendo internamente e trazer mais equilíbrio a fim de conseguir mais saúde e uma super qualidade de vida! #BrasilRun

Fonte: Eu Altleta

Leia também sobre os ésteres de cetona, verdadeiros combustíveis para a sua performance na corrida.

Sobre o Autor

Equipe Brasil Run

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade