Você Sabia?

Seu peso pode ser resultado da onde mora

Uma coisa é certa, todos nós buscamos o peso ideal.  Mas algo que colabora e muito no quanto comemos e ninguém fala muito, é o bairro onde moramos. Por que? Pense: quanto mais comodidade e mais distante do trabalho, mercado e escola moramos, mais usamos o carro. E quanto menos nos movimentamos, mais problemas com nosso peso temos, certo?

Esse fato novo foi apresentado no último congresso do American College of Sports Medicine. Especialistas concluíram que morar em bairros mais residenciais, comparado a viver em bairros integrados ao comércio e a serviços, contribui para o ganho de peso.

Mas você deve pensar: geralmente, quando visitamos um condomínio fechado é mais do que comum encontrar pessoas correndo, pedalando e praticando diversos esportes. Sim, de fato esse tipo de ambiente favorece a atividade programada e dirigida para a melhora da capacidade física. Mas, as atividades do dia a dia ficam totalmente ligadas ao uso do carro. Assim, as pessoas acabam se deslocando pouco a pé, usam menos transporte público e consequentemente apresentam menor gasto calórico diário, o que influencia diretamente no peso.

Podemos então entender que o treino e a atividade espontânea diária possuem objetivos distintos: o treinamento possui fim em si próprio, que é melhor para nossa condição física. Já a atividade diária nos ajuda a gastar a energia que a vida moderna nos fornece. Mas no fim, ambos são importantes quando o foco final é chegar ou nos manter no peso ideal.

Se olharmos para a nossa rotina, veremos que perdemos diversas chances de caminhar, subir escada e por aí vai, com a desculpa de estarmos atrasados (ou com preguiça mesmo, pode confessar). Mas basta mudar o modo de pensar e entendermos que se já estamos atrasados mesmo, melhor tirar um proveito da situação, certo?

Claro que se você mantém uma rotina super puxada de treinos, por ser um atleta profissional por exemplo, um dia ou outro se mantendo mais em marcha lenta, não vai te fazer perder tudo o que já conquistou fisicamente até agora. Mas para as pessoas comuns, que estão sempre preocupadas com seu peso, mas se vêem presas em uma rotina que muitas vezes as tira do foco dos exercícios físicos, trocar o carro pela bike e o elevador pela escada já é um super começo para se manter saudável e de bem com a balança (sempre combinando tudo isso com uma alimentação balanceada, claro). #BrasilRun

 

Fonte: Revista Saúde

Clique aqui e leia também sobre como a corrida não é o suficiente para te deixar em forma se você não tiver uma dieta saudável.

Sobre o Autor

Equipe Brasil Run

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade