Você Sabia?

Da caminhada para a corrida do jeito certo.

caminhada
Foto: Freepik

Geralmente, quem não cresceu praticando esporte ou ficou parado muito tempo e resolve voltar a ativa, começa pela caminhada. Mas depois de caminhar com uma certa frequência sempre vem a vontade de acelerar e partir pra corrida. Bom, muita calma nessa hora e atenção com o seu corpo! Caminhada não vira maratona de um dia para o outro. E como então fazer essa transição de forma correta?

Começar pelos tênis próprios para correr deve ser um dos primeiros passos. A corrida exige muito mais dinâmica dos movimentos e causa mais impacto no corpo do que a caminhada. Esse cuidado é essencial para a prevenção de contusões no joelho ou nos quadris. Pesquise com pessoas mais experientes quais são as melhores marcas e os modelos ideais para o seu tipo de pisada!

Tênis certos nos pés, faça uma avaliação física. Os iniciantes que já caminham regularmente, podem apresentar dificuldades para corrida, mesmo que ela seja leve. Antes de fazer a transição para esse nível, é importante realizar todos os exames médicos para saber se você possui alguma divergência que impeça o exercício. Se não houver, basta montar um plano personalizado para seus objetivos junto a um treinador de confiança.

Durante o período de transição, é normal o corpo ficar mais cansado e não aguentar a passada rápida por um longo período de tempo. Afinal, quando ainda se é um iniciante, ainda não há condicionamento físico logo de início. Não ultrapasse seus limites! Comece aos poucos e vá progredindo de forma gradual, para não sofrer lesões. Com falta de preparo, o exercício de corrida passa a ser anaeróbio, ou seja, de curta duração e com prolongada fadiga muscular.

Com isso em mente, saiba que existem duas principais técnicas para passar da caminhada para a corrida de maneira correta. A primeira delas é alternar a passada lenta com a corrida. Você pode, por exemplo, caminhar de 10 a 15 minutos e correr de três a seis minutos; caminhar novamente de três a cinco minutos e voltar a correr de três a seis minutos. Esse ritmo é você ou seu treinador quem define, conforme seu condicionamento físico.

Evoluindo gradativamente, começar a correr se torna menos desgastante, e à medida em que você aumenta o tempo da corrida, gradualmente o tempo de caminhada diminui, evitando, assim, o aumento acentuado da frequência cardíaca.

A outra técnica é aumentar o ritmo da passada da caminhada. Em um determinado momento, você estará correndo e não mais caminhando. Algo como caminhar como se precisasse muito chegar à algum lugar, mas não pode correr. Sempre fique atento a pisada e a postura. Mantenha seu corpo o mais alinhado possível e crie um ritmo de passadas homogêneo.

O importante é que, independentemente do método utilizado, não extrapole os limites do seu corpo e condicionamento. Caminhar também é saudável e traz muitos benefícios se feito regularmente, porntanto, não há pressa em passar para a corrida! Faça uma transição saudável e correta com a ajuda de um profissional de confiança, que saberá exatamente quando a sua hora de correr com tudo vai chegar!

Fonte: WRun

Curtiu? Então leia aqui também sobre o método run walk, que ajuda iniciantes e profissionais a melhorar a corrida!

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade