Você Sabia?

Como a musculação influencia sua corrida positiva e negativamente

Musculação
Musculação

Musculação para a parte inferior do corpo pode te ajudar a correr mais rápido, mas, se o tempo no agachamento também não atrapalhar suas pernas para a corrida no dia seguinte. De acordo com uma recente revisão de 132 estudos nos EUA, você leva um ou dois dias para se recuperar do treinamento de resistência do que uma corrida de alta intensidade.

Isso não significa parar a musculação, de jeito nenhum. Mas agendar corretamente o treino com intercalado com a corrida pode elevar sua resistência a outro nível e para fazer tudo certinho, você precisa apenas entender como seu corpo reage aos movimentos com pesos.

A razão pela qual a musculação faz com que você seja mais rápido é porque reduz a quantidade de energia necessária para atingir um certo ritmo. Como? Seu cérebro altera seu padrão de recrutamento neural, chamando as fibras musculares mais resistentes à fadiga para que você gaste menos energia.

A chave mesmo para equilibrar ambas as atividades (corrida e musculação) é o timing. Você não quer correr 80% do seu esforço máximo logo após o o uso dos pesos, porque há muito mais carga mecânica sendo aplicada ao seu sistema neuromuscular, então seus músculos fatigam mais do que em uma sessão normal de corrida. Ou seja, você não estará pronto para correr no mesmo nível se você treinar logo no dia seguinte. Exemplo: os pesquisadores colocaram corredores que apresentavam dor muscular de início tardio (DOMS) após um treinamento de resistência, em uma corrida de três quilômetros. Eles descobriram que, em média, os corredores corriam 9% mais devagar e estavam em maior risco de lesão devido à fadiga muscular, o que causava uma corrida com um aproveitamento nada bom.

O programa de treino de musculação ideal é começar a semana com pouco peso e intensidade para evitar estressar o corpo. Então, priorize. Quem corre só devem treinar com pesos duas vezes por semana para garantir a recuperação completa antes de uma corrida difícil. Por último, saiba que não há problema em correr com as pernas doloridas. Se sentir que seus membros inferiores estão cansados, especialistas recomendam correr a 70% ou menos do seu esforço máximo.

Consulte seu treinador e veja quais os melhores treinos de musculação e a melhor frequência dentro da sua rotina de corrida, para tirar o melhor da sua performance sem se prejudicar! #BrasilRun

Leia também sobre como o treino nas pistas de corrida também pode melhorar sua performance nas ruas.

Newsletter

Publicidade