Para as Meninas

Colágeno e seus diferentes aspectos

colágeno
Foto: Boa Forma

O que exatamente é o colágeno

 Colágeno é a principal proteína estrutural que mantém nossos corpos juntos, fornece elasticidade à nossa pele, cabelos, ligamentos e tendões, bem como força e estrutura dos ossos e cartilagens, é composto por muitos aminoácidos.

Os peptídeos e colágeno hidrolisados ​​são pedaços menores dessa proteína que são mais fáceis de digerir, assim quando sua suplementação é realizada, facilita a reposição de colágeno diária.

Sendo uma proteína, esse importante nutriente contribui para a ingestão total de proteínas e tem se mostrado útil para manter a massa muscular, particularmente em idosos, evitando casos de depleção proteico calórica, ajudando na manutenção da firmeza da pele, evitando rugas e flacidez.

Quando tratamos de mitos e verdades sobre esta proteína restam muitas dúvidas,  por isso vamos responder algumas perguntas sobre esse composto e suas ações na beleza e estética do corpo. 

1. Comer gelatina todo dia aumenta a firmeza da pele?

Mito – O colágeno é derivado de animais, perde sua estrutura quando aquecido, dessa forma não será absorvido no organismo, não produzindo nenhum efeito significativo.

2. Fazer o consumo de suplemento alimentar a base de colágeno hidrolisado estimula a produção do mesmo? 

Verdade – Especialmente pela acidez contida no produto. O suplemento acelera a quebra do colágeno em aminoácidos, aumentando a absorção e assim agregando maiores resultados estéticos.

3. Consumir colágeno engorda? 

 Mito – Ele é apenas uma proteína, uma porção ideal de 10g de colágeno ao dia, fornece apenas 40Kcal. 

4. Ele auxilia no fortalecimento das unhas e cabelos?  

Verdade – O colágeno é a proteína em maior abundância no organismo e tanto o cabelo como as unhas são formados por proteínas também, e pelo fato do colágeno compor praticamente todas essas estruturas, sua suplementação efetiva a construção de novas células.

COLÁGENO TIPO 2: 

MANUTENÇÃO E REPARAÇÃO DE CARTILAGENS, LIGAMENTOS E TENDÕES. 

Derivado de cartilagem de frango esse tipo II é a principal proteína estrutural na cartilagem, responsável pela sua resistência, tração e firmeza, age juntamente com o sistema imunológico para manter as articulações saudáveis, promovendo sua mobilidade e flexibilidade, prevenindo e reduzindo casos de inflamações e lesões.

 As articulações como quadril, joelho, ombro, cotovelo, tornozelo, dedos e punho são as conexões existentes entre os ossos, que permitem a mobilidade e flexibilidade dos movimentos, qualquer uma dessas estruturas pode ficar irritada ou inflamada, em resposta a uma variedade de doenças, distúrbios ou movimento muscular e isso pode causar as dores articulares, definidas por sintomas como: sensação de desconforto, inflamação, rigidez ou incômodo, que dependendo da gravidade pode limitar as atividades do dia a dia. A dor pode ser súbita ou crônica, esta última decorre de doenças como a osteoartrite, caracterizada pela degeneração da articulação.

A suplementação diária do tipo II é indicada para prevenir as doenças articulares, desta forma previne o “ataque” autoimune às nossas cartilagens. Por consequência há um bloqueio da inflamação, sem a qual o paciente não apresenta mais o quadro de dor. Quando o organismo não ataca mais exacerbadamente as cartilagens, é reestabelecida a homeostase entre quebra e síntese do colágeno tipo II, devolvendo a mobilidade e o conforto ao paciente, promovendo melhora da qualidade de vida

COLÁGENO TIPO 2 NO ENVELHECIMENTO 

À medida que envelhecemos, nosso organismo diminui a produção de colágeno. Estudos estimam que, a partir dos 30 anos de idade, ocorre uma redução de 1% na produção anual dessa proteína. Para mulheres que passaram pela menopausa, essa taxa pode atingir valores de até 2%. Um diagnóstico precoce pode ser fundamental no tratamento e prevenção de certas doenças. Tão importante quanto adotar a suplementação à dieta após uma certa idade, o consumo de antioxidantes é fundamental para garantir sua fixação, otimizar seu desempenho, e evitar o desgaste de células e articulações.

 O tipo II é indicado em caso de dor e inflamação articular: 

  • Artrose e Osteoartrose; 
  • Artrite e Osteoartrite; 
  • Artrite reumatoide;
  • Lesão articular; 
  • Lesão da cartilagem.

Curtiu? Então leia aqui também sobre a Palatinose e seus benefícios.

Compre as melhores marcas de colágeno na Brasil Run Store!

Newsletter

Publicidade