Comer Bem

Conhece os prebióticos? Veja para que servem e onde econtrá-los.

prebióticos

Você com certeza já ouviu falar de probióticos, as famosas bactérias “boas” que vivem no seu intestino e ajudam a sua saúde a seguir em dia. Mas assim como você quer comer probióticos para colher seus benefícios, os próprios probióticos também precisam comer e aí que entram os prebióticos, que podem ser considerados alimentos para essas nossas bactérias amigas.

Os prebióticos diferem dos probióticos porque não são microrganismos vivos – são fibras fermentáveis ​​que passam pelo seu sistema digestivo não digeridos e promovem o crescimento e a atividade do probiótico. Pre- significa “antes” e sinaliza que os prebióticos são um pré-requisito para as bactérias.

Os pesquisadores dizem que ainda estão aprendendo sobre os diversos benefícios à saúde associados aos prebióticos, mas pesquisas descobrem que podem desempenhar um papel na regulação da função imunológica e digestiva, reduzindo o risco de doenças e até controlando os sintomas da intolerância à lactose. Ao manter uma dieta rica em alimentos contendo prebióticos, fornecemos combustível suficiente para os microrganismos vivos repovoarem e florescerem.

Como sempre, os nutricionistas favorecem os alimentos de verdade sobre os suplementos prebióticos quando se trata de encher as fibras. Então, para manter seus probióticos cheios e felizes, adicione essas fontes à sua dieta e terá combustível suficiente para os microrganismos em seu intestino. Mas claro, existem casos em que os suplementos se fazem necessários, portanto consulte sempre seu nutricionista antes de fazer qualquer alteração na sua dieta.

Linhaça
A semente de linhaça rica em fibras tem sido usada como remédio para estressores gastrointestinais, como a constipação, há milhares de anos. Acrescente o prebiótico ao seu shake de café da manhã ou, para um prebiótico dois-em-um, misture com um iogurte grego.

Alho e cebola
Tanto a cebola quanto o alho contêm as fibras prebióticas inulina e frutooligossacarídeos, assim como vitamina C (ambos), vitamina B6 (alho) e potássio (cebola). Mas esses vegetais não apenas fornecem prebióticos, mas também adicionam sabor sem sódio, promovendo a saúde do coração.

Banana
As bananas são uma fonte de energia – tanto para o seu treino quanto para a saúde digestiva. Naturalmente, a fruta é embalada com inulina prebiótica e amido resistente, combustível para os micróbios em seu intestino. Elas também são bem conhecidas pelo seu teor de potássio e são uma boa fonte de vitamina B6.

Feijões e ervilhas
Não são apenas uma ótima fonte de proteína magra, mas como não são completamente digeridos pelo seu corpo, feijões e ervilhas agem como uma fonte sólida de alimento para as bactérias saudáveis em seu intestino.

Cevada
Este grão saudável é rico em uma fibra chamada beta-glucana. Quando consumido em sua forma de grãos inteiros, ele também nos fornece algumas proteínas, óleos saudáveis, vitaminas e minerais.

Entenda mais com um profissional de confiança e não deixe de apostar nos prebióticos para garantir bactérias do bem super saudáveis trabalhando para que a sua saúde esteja sempre com nota 10!

Fonte: Men’s Health

Leia aqui também sobre como os probióticos melhoram sua saúde e até sua performance!

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade