Comer Bem

Amendoim na dieta? Pode! Entenda mais.

Amendoim é tradicionalmente consumido como petisco e geralmente, acompanhando uma cerveja. Mas hoje em dia ele já aparece em dietas fit como um alimento, que apesar de calórico, traz alguns benefícios bem interessantes.

Essa oleaginosa é da mesma família das castanhas, rico em gorduras boas, como o ômega-3, que ajudam a diminuir a inflamação no corpo e proteger o coração. Além disso, pode prevenir o envelhecimento, melhorar o humor e diminuir o estresse, por conter antioxidantes e triptofano, como explicam os especialistas.

Para quem treina, os benefícios do amendoim também são inúmeros. A oleaginosa é uma ótima fonte de energia, ajudando a melhorar o rendimento no exercício e na recuperação muscular. Ele é fonte de proteínas, que são formadas por aminoácidos, que por sua vez são essenciais para a construção dos músculos. Até por isso, o amendoim é super indicado para quem busca hipertrofia. Como pasta, o alimento também é uma boa alternativa para quem não quer ficar só consumindo laticínios e carnes.

Apesar de ser bastante calórico, o amendoim não contem colesterol e é rico em vitaminas (E, do complexo B) e minerais (cobre, manganês, molibdênio, fósforo, magnésio, zinco, ferro e potássio). Portanto, desde que não haja um excesso, assim como no caso de qualquer alimento, ele não prejudica seu peso.

Veja as dicas que encontramos de como inserir o amendoim na sua dieta sem medo de errar na dose:

1- O amendoim é uma ótima (e prática) opção como lanche intermediário. Antes do almoço é uma ótima pedida, pois algumas vitaminas são lipossolúveis, ou seja, são absorvidas somente mediante a uma fonte de gordura, sendo essa uma ótima opção

2- No que diz respeito a quantidade, procure consumir uma colher de sopa (30 g) de amendoim, que tem 150 calorias, sendo essa quantidade suficiente para obter todos os benefícios

3- Consumir todos os dias? Bom, o amendoim costuma ‘abrigar’ uma micotoxina chamada ‘aflatoxina’, substância tóxica e cancerígena produzida por alguns tipos de fungos. A olho nu, é impossível saber se o alimento está contaminado. Por isso, a recomendação é não consumir o amendoim vendido por ambulantes. Isso também vale para outras oleaginosas como castanha do Pará. Além disso, tem um alto potencial alergênico e na grande maioria das vezes, os efeitos dessa alergia não são imediatos, portanto dificilmente são relacionados à sua causa.

Como sempre recomendamos, procure seu nutricionista e veja como trazer o amendoim para sua dieta sem se prejudicar. #BrasilRun

Fonte: Sportlife

Gostou desse texto? Então também vai curtir esse aqui: https://goo.gl/JYWRKU

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade