Chama o Doutor Você Sabia?

Sinais de quando a corrida precisa de uma pausa

A corrida é uma atividade apaixonante e a gente sabe que uma vez que se começa, é praticamente impossível parar. Além de trazer inúmeros benefícios à saúde, correr também é super divertido e estimula o desafio e a superação de limites. Mas como qualquer outro esporte ou exercício físico, diminuir a frequência da prática da corrida também faz parte da rotina. Deve ser na medida certa, de acordo com o condicionamento de cada pessoa e com os dias de descanso respeitados.

A corrida é uma atividade apaixonante e, uma vez que se começa, é praticamente impossível parar. Além de trazer inúmeros benefícios à saúde, correr também é divertido e estimula o desafio e a superação de limites. Mas como qualquer outro esporte ou exercício físico, diminuir a frequência das corridas também faz parte da rotina. A prática deve ser na medida certa, de acordo com o condicionamento de cada pessoa e com os dias de descanso respeitados.

Encontramos 7 situações que pedem mais ainda que você dê um descanso ao corpo para que continue com saúde.

1. Perdeu peso – se de um dia para outro o seu peso baixou 2% ou mais, seu balanço hídrico está variando em excesso. É provável que você não tenha bebido o suficiente nos treinos. A desidratação debilita e reduz o rendimento. Recupere os fluidos perdidos e treine leve no dia seguinte

2. A frequência cardíaca está alta – meça os batimentos cardíacos todos os dias pela manhã, quando ainda estiver na cama, logo ao acordar. Anote num caderno, e se eles estiverem seis a oito batidas mais que a média diária, tire um dia para descansar

3. Teve uma má noite de sono – sete a nove horas de sono contínuo levam ao aumento do hormônio de crescimento, essencial para construir a musculatura. Várias noites seguidas maldormidas farão com que o seu tempo de reação caia, assim como as funções imunológica, cognitiva e motora ficarão debilitadas, condições que não combinam com um treino forte (Foto: Getty Images)

4. A urina está escura – isso é sinal de desidratação ou de retenção de líquidos. Beba muita água e reduza a intensidade dos treinos

5. A energia está baixa – algo não vai bem, portanto, cuidado, pois a sua força de vontade pode sobrepujar os sintomas da fadiga, o que poderia levá-lo ao overtraining. Atenção à alimentação, descanse e tome um polivitamínico mineral

6. Os treinos estão ruins – há dias em que o corpo não responde como gostaríamos, mas há dias em que você parece voar. Se nos últimos tempos os treinos parecem não render como deveriam, apesar de você correr regularmente, é hora de dar um tempo

7. A saúde vai mal – um simples resfriado faz com que o corpo precise de recursos extras, motivo pelo qual você custará a se recuperar e assimilar os treinos. Seu sistema de defesa terá de trabalhar dobrado, assim, vá com calma e troque treinos fortes por rodagens suaves

Ter paciência com seu corpo e não exigir demais é imprescindível para que você se sinta sempre bem e ganhe apenas os prós da corrida. Não se leve tão a sério sempre e descansar também é cuidar da saúde. #BrasilRun

Fonte: Sportlife

Sobre o Autor

Equipe Brasil Run

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade