Chama o Doutor

Fáscia Muscular e o uso de aparelhos para liberação

Muito citada por especialistas e atletas atualmente, a fáscia muscular é um tecido conjuntivo fibroso, sendo caracterizado por uma lâmina ou faixa larga abaixo da pele que envolve os músculos, grupos musculares, vasos sanguíneos e nervos. Sãos estruturas individualizadas que cruzam uma ou mais articulações e suas contrações são capazes de produzir movimentos.

O sistema de ponto gatilho miofascias foi identifcado pela médica Janet Travell, que dedicou grande parte da sua carreira profissional ao entendimento da disfunção e da dor Miofascial e ganhou grande notoriedade devido ao seu sucesso no tratamento do presidente dos E.U.A, na época John F. Kennedy, e também pela publicação do seu livro: Myofacial Pain and Dysfunction :Tigger Points Manual, em co-autoria com o médico David Simon.

Hoje, um recurso além da liberação realizada de forma manual, com manipulações e traços realizados de forma mais profunda na estrutura muscular, é a alternativa de utilizar
instrumentos para realizar essa liberação com o mesmo sucesso que a técnica manual. Além de menos desgastante para o fisioterapeuta que a realiza, já que necessita de menos energia e esforço físico para ser realizada, os instrumentos têm formas anatômicas, com suas superfícies de contato com bordas e desenhos que se ajustam adequadamente à determinadas estruturas que serão liberadas da fáscia muscular no corpo do paciente.

Estas peças são feitas de aço cirúrgico e ja tem obtido ótimos resultados, principalmente porque já é praticado por milhares de profissionais na área da saúde mundialmente, em particular nos E.U.A devido à sua performance e pelo conforto gerado para o fisioterapeuta que se utliza deste recurso.

As vantagens destes instrumentos são em resumo:

– Fácil utilização por parte do profissional
– Confortável para o paciente
– Maximização de resultados a serem abordadas regiões e estruturas anatômicas que muitas vezes são esquecidas pelo profissional e detém um papel fundamental no bom funcionamento do sistema músculo esquelético
– Clara diminuição do tempo total do tratamento
– Diminui os mecanismos da dor e adaptações antalgicas,
– Reduz a necessidade de mediadores anti-inflamatórios
– Reverte condições crônicas do tecido músculo esquelético.

#BrasilRun

Fonte: Parceiro Brasil Run – Doutor Fabiano Gil ( CREFITO 37172-F) – Reabilitação Músculo Esquelética a Alterações do Padrão e Desarmonias Posturais, Treinamento Físico com Fisiologia do Exercício na Clínica FG Fisioterapia. (insta @fisiofabianogil)

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar o post

Newsletter

Publicidade